Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

O Desafio Maior

Aos seguidores da Doutrina Espírita, o desafio maior é vivenciar seus ensinamentos.

Filhos de Deus que somos, é preciso legitimar essa paternidade.

Tanto temos que aprender, porém, em linhas gerais, pode-se dizer que nascemos para amar e tudo o mais vem naturalmente.

Conseguir perdoar, silenciando as mágoas na intimidade de nosso ser, onde não ecoam em revolta nem em desequilíbrio.

Cultivar a paciência, e sem atropelos encontrar a serenidade, fruto do tempo de espera.

Exercitar a tolerância, respeitando opiniões e pontos de vista, ainda que adversos aos nossos, combatendo o exclusivismo.

Procurar o entendimento de tudo quanto nos acontece, transformando experiências em lição de vida.

Optar sempre pelo bem comum em detrimento do egoísmo pernicioso.

Abrandar a voz e o olhar, em exercício constante de humildade.

Sorrir, irradiando a alegria que floresce nascida da boa vontade e do esforço em acertar.

Persistir em tentativas, muitas e incansáveis; não recuar diante dos fracassos que fazem parte de nossos dias; nos aconselhar, confiantes, com os benfeitores espirituais, que sussurram em nossos pensamentos ânimo e disposição.

Engatinhamos ainda sobra a Terra, distraídos com as ilusões da vida, vislumbrando as verdades e com os olhos entreabertos ofuscados pelo seu brilho.

Pouco a pouco se apagam os vestígios da criatura bruta e o avanço se opera em nós.

Disposição, força e coragem com Jesus, embora os atrativos do mundo e as nossas fraquezas que nos conduzem à estagnação. 

Pequenos gestos e atitudes dignas vão esculpindo em nós a silhueta da bondade, acendendo o nosso brilho e promovendo a evolução.

Passo a passo, um dia de cada vez, uma existência após outra.

“Não se turbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas”. (João 14:1 e 2).

Curta e Compartilhe esse artigo no Facebook!