Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

Discernimento

Discernir é possuir a faculdade de julgar as coisas clara e sensatamente; ter critério,  capacidade de avaliar entre várias possibilidades, elegendo a mais adequada, viável e positiva.

Intimamente ligada à lucidez, o discernimento permite que se pondere e reflita antes de agir.

Consegue perceber com clareza o que se apresenta a cada momento, escolhendo a melhor opção.

Discernir é compreender a diferença entre o correto e o errado, o adequado e o inadequado, o verdadeiro e o falso, o que deve e o que não deve ser feito, o momento de agir ou de esperar, de falar ou de calar, de avançar ou de recuar...

Nos momentos de crise e nas situações-desafio que a todos se apresentam, a reflexão ponderada diante dos fatos permite que se percebam aspectos mais sutis ou ocultos, quando se pode tomar o rumo mais seguro para a solução dos problemas durante a jornada humana.

Aquele que age impulsivamente, movido por condicionamentos ancestrais armazenados no inconsciente, muitas vezes se arrepende depois, ao verificar que as suas não foram as melhores atitudes. Caso passe a exercitar a ponderação, aos poucos cria um espaço psíquico em que é possível refletir e perceber melhor as situações em vez de agir intempestivamente.

Muitas vezes se age com boas intenções mas, pela falta de discernimento, se causam mais males do que benefícios. Expressão da sabedoria, discernir é a luz que ilumina a paisagem que se observa, permitindo que se otimizem todos os recursos em favor do bem comum. Até mesmo na expressão do amor é preciso discernir, a fim de manifestá-lo do modo mais  frutífero e luminoso.

O conhecimento das leis que regem a evolução, dos fenômenos e do que está por trás deles, a compreensão dos aspectos ocultos da existência libertam a mente e a habilitam a agir com maior proveito. 

O saber espírita é valioso para ampliar a capacidade de discernir pois, ao aprender sobre os assuntos esclarecedores que a Doutrina Espírita oferece – voltados ao aperfeiçoamento do ser humano – a pessoa se habilita a realizações superiores, dotada de informações ricas de significado para uma vida plena.

Na prática de qualquer atividade, e particularmente nas de caráter religioso, torna-se imprescindível discernir em torno dos conteúdos que se apresentam ao profitente de qualquer crença, para que tenha condições de compreender o que professa, e o porquê da escolha de determinado caminho espiritual. Nesse sentido, o Espiritismo favorece a autonomia de cada um, para que expresse sua fé de modo livre, lúcido e consciente, encarando face a face a razão, conforme propôs Kardec.

O Espiritismo, pelo seu caráter educativo e libertador, propõe ao ser humano a reflexão e ponderação sobre todos os assuntos concernentes à vida, aos relacionamentos e às ações.

Os seres que realizaram grandes tarefas em benefício da Humanidade sempre manifestaram grande capacidade de discernir, otimizando o uso dos recursos de que dispunham.

Frequentemente se praticam ações de modo quase automático, agindo por impulso ou reativamente, sem que se tenha consciência do conteúdo da ação ou das consequências do agir. A partir de quando se pratica a ponderação e a reflexão, passa-se a mudar o rumo e o sentido das experiências da vida. Quanto mais amadurece espiritualmente, mais o ser age motivado pelos impulsos da lucidez e da sabedoria, geradores de harmonia, alegria e plenitude.

Mesmo no exercício de virtudes o discernimento é essencial, pois somente quando se tem consciência lúcida do que se faz, das motivações profundas por trás das ações, das circunstâncias implicadas em cada situação e das consequências e implicações do que é realizado é que se pode agir com maior liberdade e responsabilidade, com real proveito a todos os envolvidos.

Quando a pessoa age motivada pelo ego, expressando as imperfeições da personalidade, ainda não desenvolveu a habilidade de discernir sabiamente. O ser com maior amadurecimento consciencial já manifesta a lucidez – expressão do Self ou realidade essencial – que traz a correta orientação interior. A partir de então, o que faz reveste-se de significado profundo, pois passa a refletir a luz interior, corretamente canalizada.

Discernimento – essencial para que se possa fazer melhor o bem que se deseja realizar; para evitar a manifestação do mal que ainda se expressa em diversas circunstâncias; para orientar adequadamente a utilização das energias criativas rumo aos propósitos superiores; para que se eduque até que as virtudes sejam expressões espontâneas a brotarem da alma purificada; para colaborar com segurança na melhoria do mundo aproveitando as oportunidades que a vida a todos oferece.

Curta e Compartilhe esse artigo no Facebook!

Mais artigos deste autor