Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

Viajantes Cósmicos

Algumas perguntas que o homem sempre fez, na insaciável busca de sentido para a própria existência: de onde viemos? Que fazemos aqui? Para onde iremos?

Para esclarecer tais indagações, muitas especulações, respostas vagas, teorias, discussões filosóficas a respeito... Também revelações que, em diversos locais e épocas, elucidaram mais ou menos claramente o tema.

Nenhuma fonte de informação material, nem mesmo as ciências ou as filosofias, pode despertar no homem a consciência da sua natureza espiritual. Daí a necessidade das revelações transcendentes e místicas, as quais trazem um pouco do céu à Terra, um pouco do sutil ao grosseiro, um pouco de luz à escuridão da mente humana.

Desde o advento do Espiritismo, juntamente com outras revelações espiritualistas, novas e preciosas informações enriqueceram o acervo de conhecimentos acerca da natureza, origem e destino do ser humano.

Espíritos que somos todos, já vivemos em outros mundos, mais primitivos que a Terra, nos primórdios da nossa evolução na condição hominal. No presente a Terra nos serve de morada, escola, oficina e hospital, até que consigamos, por esforço próprio, ascender a mundos mais elevados e felizes.

Não somos da Terra; estamos temporariamente neste planeta que nos acolhe e propicia a evolução.

Como peregrinos da evolução, estagiamos longamente nas diferentes formas de vida, de crescente complexidade, na multimilenar jornada ascensional até que pudemos, finalmente, alcançar a condição atual. Mas continuamos em movimento e transformação incessantes, no dinamismo evolutivo da vida.

Nosso rumo é o Infinito, a liberdade plena, pois, quando atingirmos a condição de seres puros, não mais seremos sujeitos às limitações de tempo e espaço como o compreendemos, e que ainda nos caracterizam.

Somos viajantes cósmicos, peregrinos da eternidade, em expansão de consciência, passando por diferentes reinos, corpos, mundos e planos segundo as leis de evolução, de causa e efeito e outras mais que nos regem a vida.

Como seres humanos temos nosso endereço, a cidade, o país e o planeta em que vivemos. Além desses referenciais, somos Espíritos, habitando simultaneamente várias dimensões: física, emocional, mental, etc. Nosso corpo físico vive na dimensão mais densa; nossas emoções e desejos existem e se manifestam no plano astral, mais sutil que o físico, e assim por diante. Vivemos em várias dimensões ou níveis vibratórios que se interpenetram e interagem entre si. Portanto, pertencemos simultaneamente a vários mundos, predominando aquele onde nossa consciência esteja mais focalizada e com o qual tenhamos maior sintonia.

Nosso corpo é morada transitória, residência móvel do Espírito encarnado.

Todos os planos, níveis e dimensões do Universo são expressões da Criação Divina. Vivemos mergulhados no Oceano Cósmico da Vida. Habitamos igualmente o mundo interior, de onde brotam todas as nossas riquezas verdadeiras. É no mundo interno que podemos sentir a comunhão com o Criador e com todas as criaturas.

À medida que o homem se purifica e desperta a consciência espiritual, seus veículos ou envoltórios energéticos também se sutilizam. Quando não mais necessita de purificação nem aprendizado em determinado nível vibratório ou mundo, o ser ascende e passa a habitar planos mais elevados e puros, compatíveis com suas conquistas. Mesmo que por enquanto não o percebamos, somos informados por instrutores espirituais que existem imensuráveis níveis, planos e mundos mais evoluídos do que este que habitamos. Temos diante de nós uma longa jornada ascensional, de descobertas sempre novas e conquistas maravilhosas, depois que houvermos nos despojado dos aspectos inferiores que ainda nos caracterizam.

Esforcemo-nos para sentirmos e expressarmos, em realidade, o que já somos em potencial: seres divinos, puros e perfeitos. Nosso destino é inevitavelmente glorioso, dependendo de nós a permanência mais ou menos longa nos estágios de dor e provações. A entrega aos divinos desígnios e a manifestação do amor em forma de serviço nos habilitará à conquista, o mais breve possível, de condição de vida mais feliz, aqui na Terra ou em outros orbes, dentre as “muitas moradas da casa do Pai”. Por enquanto, agradeçamos a bênção do planeta que nos recebe, do corpo que nos serve de instrumento precioso e das lições que nos aprimoram diariamente.

Jesus, que não pertencia a este mundo, como exilado no planeta, enquanto esteve fisicamente entre nós ensinou e amou incondicionalmente, anunciou o reino celeste no qual já vivia, e nos abriu caminho para a libertação, no rumo da plenitude que nos aguarda a todos.

Não precisamos deixar o corpo nem este planeta para vivermos mais felizes. Pelo contrário, é melhorando o ambiente em que o Criador nos situou que conquistaremos maior felicidade. O mundo mais importante que habitamos é o mundo interior, pois é nossa realidade última e inalienável, o qual levaremos conosco onde quer que estejamos e para onde quer que formos. Se estivermos felizes, levaremos, como ensina o mestre Yogananda, nosso “céu portátil” a qualquer lugar.

A viagem interior é a mais importante jornada que podemos realizar, e a mais desafiadora, pois precisamos mergulhar nas profundezas da própria alma e nos enfrentar, transformando os conteúdos indesejáveis e descobrindo os tesouros ocultos que jazem no imo de nosso ser. Os ensinamentos espirituais que nos têm sido ofertados podem facilitar nossa jornada, pois oferecem precioso conjunto de conhecimentos e informações, princípios e valores, os quais funcionam como roteiro e bússola, setas e mapas do caminho que cabe a cada um de nós trilhar, no rumo da felicidade.

Curta e Compartilhe esse artigo no Facebook!

Mais artigos deste autor