Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

O Verdadeiro Sucesso

A vida humana, no seu processo evolutivo, é caracterizada pela sucessão de erros e acertos, êxitos e insucessos, falhas e correções, em gradativa aquisição de conquistas interiores.

Todos os seres humanos buscam, de alguma forma, a superação de suas limitações e a conquista de novos e mais amplos horizontes nos diversos setores da vida, como mecanismo natural de melhoria e progresso.

Na cultura materialista que ainda predomina no mundo em que vivemos, o sucesso é considerado sob os aspectos exteriores de sua expressão. Desse modo, muito valor se dá a conquistas pessoais, profissionais, financeiras, sociais, políticas. Os seres que conseguem destaque em algumas das áreas citadas recebem grande apreço e admiração, quando não são alvo de ciúme e inveja. Esse nível de sucesso pertence ao âmbito do ego, que se satisfaz com aspectos externos do ser, procurando preservá-los e ostentá-los. É próprio do ego a satisfação pelo destaque pessoal, pelas aparências e tudo o que alimente o orgulho e a vaidade.

Pela lei da sintonia, tudo aquilo que almejamos tende a se materializar, pois a mente, com seus mecanismos sutis, arquiteta o futuro através dos pensamentos cultivados com intensidade e persistência. Se desejamos algo com suficiente força e por determinado tempo, mobilizamos energias para concretizar o que queremos. Existe aí um grande risco, pois podemos conquistar algo que aparentemente favoreça nosso êxito imediato mas que, de fato, possa comprometer nossas reais necessidades evolutivas.

Por exemplo, alguém que no passado tenha usado indevidamente o dinheiro e as riquezas, traz na presente encarnação, para seu próprio bem, programação para uma vida simples e despojada de tudo o que seja desnecessário ou prejudicial ao seu adiantamento moral. Ocorre que o ser, depois de encarnado, sofrendo todas as pressões externas e os impulsos internos ainda não dominados e educados, passa a desejar novamente o sucesso financeiro que teve no passado. Habilita-se profissionalmente, desenvolve mentalizações e a criação de perspectivas bem sucedidas e acaba conquistando o desejado sucesso material. Se ainda não se reabilitou perante a consciência nem desenvolveu novos valores espirituais, essa facilidade financeira favorecerá a reincidência nos mesmos padrões egocêntricos e ilusórios do passado, agravando a sua situação cármica, gerando maiores sofrimentos para o futuro. Quando o Mestre Jesus afirmou que os homens não sabiam o que pediam, evidenciou nossa incapacidade de canalizar nossas aspirações àquilo que seja o mais essencial e necessário à nossa libertação espiritual, razão principal de estarmos encarnados neste planeta.

Há inúmeras formas de fracasso disfarçadas de aparentes sucessos: conquistas financeiras desonestas, fama às custas de atitudes indignas e oportunistas, destaque profissional por conduta antiética, ascensão política por meios imorais. Todos esses “sucessos”, vantagens momentâneas, custarão a quem os buscou grande soma de sofrimentos e esforços para o reequilíbrio da consciência, nesta ou em futuras encarnações, pelas leis soberanas que nos regem os destinos.

Muitas pessoas, iludidas pelo orgulho, egoísmo e vaidade, obtêm “sucesso” em várias áreas aparentes da vida. Entretanto, após a morte, no inevitável encontro com a consciência para a avaliação da vida física que terminou, sentem, arrependidos e amargurados, que na verdade a encarnação foi um grande fracasso, pois não conquistaram os valores espirituais nem superaram as ilusões do ego.

Qualquer que seja o tipo de conquista, desde que alcançada por meios lícitos e éticos, merece respeito e faz parte das experiências da vida humana. Há inúmeros exemplos de seres que conquistaram grande êxito em suas áreas de atuação e, ao mesmo tempo, possuíam valores espirituais elevados e puros. Aliaram o sucesso material ao espiritual, demonstrando grande equilíbrio e verdadeira realização.

Quando o ser desenvolve a consciência espiritual e compreende certos mecanismos da vida e da evolução, seus objetivos principais passam a outro nível. Empenha-se pela conquista dos valores do Espírito eterno.

Com esse entendimento mais profundo, sucesso passa a ser qualquer realização que traga resultados evolutivos e significativos para a libertação espiritual do ser e para a a melhoria do mundo.

Assim, pela perspectiva da alma, sucesso pode ser:

  • conquistar as virtudes que ainda não se possui;

  • vencer os adversários interiores que procuram reter suas vítimas nas teias da ignorância e do sofrimento;

  • derrotar os vícios e tendências inferiores que ainda influenciam atitudes e condutas;

  • superar os desejos egoístas para servir ao bem comum;

  • destacar-se perante a própria consciência pela conduta correta;

  • cumprir com competência o programa reencarnatório previamente elaborado;

  • aprender com as aparentes derrotas na elaboração das futuras vitórias;

  • conquistar a humildade, quando o orgulho tentar influenciar as decisões e atitudes;

  • superar os sofrimentos inevitáveis com paciência e resignação;

  • cumprir alegremente as tarefas, por mais simples que sejam, para o bem comum;

  • descobrir o divino em si mesmo e cultivá-lo, refletindo-o no serviço aos irmãos.

Essa mudança de perspectiva, do exterior para o interior, das aparências para o que seja mais essencial, traduz amadurecimento do ser na compreensão do que seja o sucesso. Ser bem sucedido pode significar apenas mais complicações cármicas para o futuro, a não ser que o sucesso aparente se alie à conduta pura e à consciência espiritual, refletindo conquistas reais na jornada libertadora da alma.

A pessoa pode, pelas circunstâncias da sua função social ou profissional, bem como por habilidades específicas que possua, destacar-se em determinadas áreas, tornando-se figura de referência. Desde que cultive constante vigilância para não se deixar seduzir pelos aplausos enganosos do ego, e tenha valores morais consolidados, não haverá apego nem ilusões quanto ao estado transitório de destaque.

Cada um de nós traz, como projeto de reencarnação, uma série de possibilidades de realização em diversas áreas da vida, e para isso viemos ao mundo material. Estamos aqui para cumprir, cada um, missão sagrada, individual, cooperando com a realização coletiva. Quando cumprimos alegremente nossas tarefas e realizamos a missão da alma, fazendo o melhor ao nosso alcance, conquistamos o verdadeiro sucesso. Ao longo da vida física, se fugimos das tarefas que deveríamos cumprir, vem-nos sensação íntima de insatisfação, vazio interior, ansiedade, de que algo nos falta... São chamados da alma para que nos voltemos ao que realmente importa, que é a realização das tarefas que assumimos perante a vida, e que nos trará satisfação real e definitiva.

Como filhos de Deus estamos destinados à felicidade, que alcançaremos ao cumprirmos as Leis Divinas e vivermos em harmonia com a Vontade do Pai. Eis o caminho mais fácil e seguro para o verdadeiro sucesso: a conquista da herança divina que nos está destinada. 

Curta e Compartilhe esse artigo no Facebook!

Mais artigos deste autor